Bactérias - uma invasão na boca

Cárie, gengivite, periodontite: essas palavras estão na boca de todos, mas o que realmente significam?


Cerca de 50 bilhões de bactérias habitam a boca de cada indivíduo. O tipo mais perigoso é o “estreptococos”. Eles se sentem mais felizes sobre os resíduos que aderem à superfície dos dentes e vivem principalmente de açúcar. Isso produz ácidos orgânicos que dissolvem cerca de 2,5 milímetros da camada protetora do esmalte. Se os germes penetram tão profundamente como a dentina, cavidades de cáries podem surgir nos dentes. Sem tratamento, a polpa dental torna-se inflamada e dor intensa é o resultado.


Evite alimentos açucarados

Evite alimentos açucarados

Bactérias como essas se instalam nos nichos de retenção da superfície oclusal (superfície de mastigação) entre os dentes e ao longo da margem da gengiva ao redor dos dentes. Em outras palavras: nos lugares mais difíceis de removê-las e onde elas podem se desenvolver tranquilamente. Porque as bactérias convertem carboidratos em ácidos, a deterioração dos dentes é provocada por doces, alimentos e bebidas que contém açúcares (incluindo a frutose e lactose). Se tudo isso ainda é somado a ácidos encontrados em sucos ou frutas, o esmalte vai sofrer novos ataques.


A periodontite é generalizada

A periodontite é generalizada

Enquanto a cárie destrói o dente de forma individual, a doença periodontal afeta as estruturas adjacentes - em primeiro lugar as gengivas e depois, gradualmente, o ligamento periodontal (que conecta a raiz dental com a parte óssea) e o osso. A doença periodontal também é causada por bactérias e ocorre lentamente ao longo de décadas. Ao contrário da cárie dentária, danos ao periodonto dificilmente podem ser reparados e muitas vezes a perda do dente é o resultado. Pior ainda: o risco de doenças cardiovasculares aumentam com a doença periodontal . Os primeiros sinais de periodontite incipiente são gengivas inflamadas (gengivite). Sangramento nas gengivas são, muitas vezes, uma indicação clara de periodontite. Uma em cada cinco pessoas com mais de 40 anos de idade é afetada.


Mudança de paradigma na profilaxia

Mudança de paradigma na profilaxia

Cada vez mais os profissionais de saúde oral estão ampliando o trabalho de prevenção contra a doença periodontal. A moderna profilaxia periodontal previne automaticamente contra cáries, porque tem como objetivo a remoção da placa bacteriana. Limpar os dentes e espaços interdentais é fundamental para manter os dentes por toda a vida. E isso requer uma escova dental de boa qualidade, uma escova interdental e fio dental. A cárie pode ser reparada. A gengivite pode ser curada (e muito facilmente com escova e fio dental). Mas a doença periodontal não tem cura. A boa higiene oral é a melhor maneira de prevenir esse processo - ainda mais porque isso pode ser um verdadeiro prazer quando se usa os produtos corretos.

Margem gengival: a porta de entrada para a saúde oral

Clique para visitar a página